Lua das Águas – Janeiro (HN) | Julho (HS)

Janeiro em gaélico é “Eanáir” e no Calendário de Coligny é “Anagantios”, o tempo de ficar em casa. Com a manifestação do inverno e do movimento das águas geladas, essa é a Lua da pausa, que favorece a interiorização, onde a natureza se recolhe e nos ensina a refletir. Corresponde ao mês de Julho no Hemisfério Sul.

Pronúncia em gaélico: Eanáir = Janeiro 

As meditações feitas durante a Lua Cheia ou a Nova são sugestões que nos auxiliam para aumentar a consciência e aguçar a percepção e, assim, reequilibrarmos a nossa energia, através de orações pessoais, inspiradas nos poemas de Carmina Gadelica ou Amergin.

À medida que nos tornamos conscientes da nossa relação com o frio, através deste tempo de recolhimento, começamos a perceber dons espirituais brotando dentro de nós. Aproveite a energia desta Lua para honrar as fontes de água doce que correm debaixo das raízes das árvores e fluem para o mar.

“Eu sou o lago da planície.”

Medite com o seu caldeirão, cheio de água cristalina, e diga: “Bem-vinda, Lua das Águas! Que irriga a terra fértil, onde as sementes irão germinar e crescer, assim como todo o meu ser.” Que assim seja!

Bênçãos do Céu, da Terra e do Mar!

Parte do livro Brumas do Tempo
Todos os direitos reservados.

Rowena A. Senėwėen ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com


Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e sites consultados na pesquisa dos artigos, clique aqui.