Lua do Gamo – Dezembro (HN) | Junho (HS)

Dezembro em gaélico é “Nollaig e no Calendário de Coligny é “Rivros”, o tempo do frio. O gamo, que caminha entre os mundos, representa Cernunnos. É associado ao aspecto do Senhor do Carvalho, à transformação e ao renascimento. Simbolicamente, morremos em Samhain para renascermos no Solstício de Inverno. Corresponde ao mês de Junho no Hemisfério Sul.

Pronúncia em gaélico: Nollaig = Dezembro 

As meditações feitas durante a Lua Cheia ou a Nova são sugestões que nos auxiliam para aumentar a consciência e aguçar a percepção e, assim, reequilibrarmos a nossa energia, através de orações pessoais, inspiradas nos poemas de Carmina Gadelica ou Amergin.

Em algumas traduções, o gamo aparece no lugar do “poderoso boi de combate”. E assim como o javali, está ligado aos ciclos do inverno e verão. A luta e a vitória da luz sobre a longa escuridão. Podemos associá-lo às fases da Lua Crescente e Minguante.

“Eu sou o gamo das sete batalhas.”

Como prática meditativa, sugerimos a seguinte saudação: “Bem-vinda, Lua do Gamo! Que possamos focar nossa mente para seguir a luz, conforme ela cresce e vence a escuridão.” Que assim seja!

Bênçãos do Céu, da Terra e do Mar!

Parte do livro Brumas do Tempo
Todos os direitos reservados.

Rowena A. Senėwėen ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com


Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.