Lua dos Bardos – Setembro (HN) | Março (HS)

Setembro em gaélico é “Meán Fomhair” e no Calendário de Coligny é “Cantlos”, o tempo dos cantos. Os dias e as noites se tornam iguais e os mistérios da vida e da morte se manifestam. Nesse mistério, estamos todos interligados no mesmo propósito, a tribo se reúne e os bardos cantam suas memórias através dos mitos e das lendas, conservando assim sua tradição. Durante as festividades do Equinócio do Outono, nos sentimos em harmonia e equilíbrio. Corresponde ao mês de Março no Hemisfério Sul.

Pronúncia em gaélico: Meán Fomhair = Setembro 

As meditações feitas durante a Lua Cheia ou a Nova são sugestões que nos auxiliam para aumentar a consciência e aguçar a percepção e, assim, reequilibrarmos a nossa energia, através de orações pessoais, inspiradas nos poemas de Carmina Gadelica ou Amergin.

As folhas que caem das árvores tornam-se o próprio adubo do solo, que posteriormente, irão fornecer o sustento necessário à continuidade da vida… O ciclo eterno!

“Eu sou a força da palavra.”

Para encerrar este ciclo, ao meditar, diga: “Bem-vinda, Lua dos Bardos! Aprendemos a caminhar entre a luz e a escuridão, completando a roda sem fim que agora será lembrada na grande canção.” Que assim seja!

Bênçãos do Céu, da Terra e do Mar!

Parte do livro Brumas do Tempo
Todos os direitos reservados.

Rowena A. Senėwėen ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com


Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e sites consultados na pesquisa dos artigos, clique aqui.