O Bastão Mágico do Dagda

Sou Aed Abaid de Ess Rúaid, isto é o Deus Bom da magia das Tuath Dé Danann, Rúad Rofhessa e Eochaid Ollathair são meus três nomes.

E, assim, ele estava com Cermait Milbél, um de seus filhos, nas costas, o qual tinha caído lutando e combatendo com Lug, filho de Cian, Grande Rei da Irlanda. O Dagda voltou-se ao seu conhecimento e saber e, por conseguinte, franquincenso e mirra e ervas foram colocados em volta do corpo de Cermait e ele levantou Cermait em suas costas e, carregando Cermait, ele procurou em toda parte e chegou ao grande mundo oriental.

Ele encontrou três homens indo pela estrada e pelo caminho com os tesouros de seu pai. O Dagda pediu notícias deles e eles disseram “Somos os três filhos de um pai e uma mãe e estamos dividindo os tesouros de nosso pai.”

“O que tendes?”, disse o Dagda.

“Uma camisa e um bastão e um manto”, disseram eles.

“Que virtudes possuem eles?”, disse o Dagda.

“Este grande bastão que vês”, disse ele, “ tem uma ponta lisa e uma ponta áspera. Uma ponta mata os vivos e a outra traz os mortos à vida.”

“Que são a camisa e manto”, disse o Dagda, “e quais são suas virtudes?”

“Aquele que vestir a camisa terá qualquer forma e formato e figura e qualquer cor que escolher, enquanto o vestir. Quanto ao manto, tristeza ou doença não podem tocar a pele que ele cobrir.”

“Colocai o bastão em minha mão”, disse o Dagda. E eles lhe emprestaram o bastão e ele colocou-o três vezes sobre eles e eles caíram por sua causa e ele pressionou a ponta lisa sobre seu filho e este se ergueu com força e saúde. Cermait pôs sua mão no rosto e levantou-se e olhou para os três homens mortos que estavam diante de si.

“Quem são esses três homens mortos diante de ti?”, disse Cermait.

“Três que eu encontrei”, disse o Dagda, “ compartilhando os tesouros de seus pais. Eles me emprestaram o bastão e eu os matei com uma ponta e te trouxe de volta à vida com a outra ponta.”

“Isso é um triste feito”, disse Cermait, “que eles não sejam trazidos à vida pelo mesmo meio que me fez viver.”

O Dagda pôs o bastão sobre eles e os três irmãos levantaram-se com saúde e força.

“Não sabeis que fostes mortos”, disse ele, “com vosso próprio bastão?”

“Sabemos”, disseram eles, “e tomaste sobre nós uma vantagem injusta.”

“Tenho conhecimento do vosso bastão”, disse o Dagda, “e vos concedi vossas três vidas e emprestai-me o bastão para levá-lo à Irlanda.”

“Que garantias e seguranças nos dás de que nosso bastão voltará para nós?”

“Sol e lua, terra e mar, desde que eu possa matar meus inimigos e trazer meus amigos à vida.” Sob essa condição foi-lhe dado um empréstimo do bastão.

“Como dividiremos os tesouros que temos?”, disseram eles.

“Dois de vós com os tesouros e um sem nada, até voltar a sua vez.”

Então, ele trouxe esse bastão à Irlanda e seu filho e com o bastão ele matou seus inimigos e trouxe seus amigos à vida e assumiu a realeza da Irlanda por meio desse bastão.

“Entretanto”, disse ele, “sou um filho daquele Dagda e toda a feitiçaria, toda a magia que ele possuía eu tenho e todo o conhecimento que ele aprendeu daqueles homens, eu o possuo. E irei contigo, jovem, contra o campeão, para que eu possa torcer suas pontas e gumes”, et reliqua.

Buach, filha de Daire Donn, esposa de Lug, filho de Eithliu, Cermait, o filho do Dagda, deitou-se com ela, razão pela qual Cermait foi morto por Lug.

(Do Livro Amarelo de Lecan, cols. 789-790)

Tradução: Bellovesos /|\

Bellouesus Isarnos
Assim, considera-te recepcionado, com meus votos de encontrares aqui algo que desperte teu interesse ou, na pior das hipóteses, não te entedie.

Bellodunon:
www.bellodunon.wordpress.com
Nemeton Beleni:
www.nemetonbeleni.wordpress.com
Scribd:
http://pt.scribd.com/Bellovesos

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus respectivos autores. Referências bibliográficas e sites consultados na pesquisa dos textos, clique aqui.

"Três velas que iluminam a escuridão:
Verdade, Natureza e Conhecimento." Tríade irlandesa.